voz-do-leitor

A Voz do Leitor – O lixo e os omissos

O Lixo e os omissos

 

Apesar de descrever que a Ponta Grossa é um lugar muito abençoado, ainda padece quando o assunto é lixo. Chega a ser alarmante a falta de consciência. Apesar de não haver infraestrutura, não podemos atirar nosso lixo nas ruas e nos terrenos baldios. A coleta seletiva passa duas vezes por semana, o lixeiro vem três vezes por semana e ainda tem o Bota fora (uma vez por ano). Mesmo assim, ainda existem pessoas que atiram os seus detritos em qualquer lugar.

O homem lê tantas frases e textos sobre lixo, mas nada faz efeito, por causa da sua desobediência e da pequenez de sua fé. É um abuso contra a mãe natureza e o bairro onde moramos. Precisamos, com urgência, educar e agir para que esta situação acabe de uma vez por todas.

Deixo aqui, mais uma vez, o meu pedido quase desesperado: nosso bairro não é um depósito de lixo! Atente para que o lixo tenha sempre destino certo. Se não for por você, faça por aquele que nos deu a vida e o universo, onde vivemos feito uns irracionais e omissos.

REFLEXÃO: Deixo aqui uma pergunta e uma colocação: será que precisamos de algum artista famoso para desenhar onde devemos condicionar os nossos lixos? O povo do poder não faz quase nada aqui no bairro (uma realidade dura e cruel), mas não foi nenhum deles que arremeteu nossos lixos pelas valas da Ponta Grossa.

 

Lucia Debom – Moradora do bairro Ponta Grossa

 

Participe: envie sua opinião para jornal@jornalecao.com.br ou pelo facebook.com/OJornalecao