Vereador Pablo Mendes Ribeiro é o autor do projeto de lei - Divulgação

Câmara aprova projeto Escola de Ofício

Robótica, programação, design, gastronomia e empreendedorismo
ensinados em sala de aula

 

O projeto de lei que institui o programa Escola de Ofício na rede municipal de ensino de Porto Alegre, de autoria do vereador Pablo Mendes Ribeiro, foi aprovado pela Câmara. Segundo o parlamentar, o objetivo é ser “instrumento para uma educação voltada ao protagonismo, que capacitará estudantes a desenvolver habilidades e práticas, tanto para a vida pessoal quanto profissional”.

Poderão participar do programa os estudantes regularmente matriculados no último ano do ensino fundamental ou no ensino médio, com frequência periodicamente comprovada. “É o desenvolvimento e o aprimoramento de habilidades e práticas profissionais protagonistas aos jovens. Ou seja, como complemento a educação formal, terão oficinas a fim de estimular competências técnicas e socioemocionais. Não se tem como objetivo final uma formação profissional, e sim uma preparação para o mercado de trabalho, no sentido de aperfeiçoar a capacidade de resolução de problemas, de adaptação, da utilização da criatividade, do ofício como um caminho para realização pessoal. É uma forma de educação para o protagonismo.”

O Escola de Ofício será implementado de forma gradativa, mediante o oferecimento gratuito de cursos nas áreas de robótica, programação, design, gastronomia, empreendedorismo, bem como de relacionamento e cooperação. “Atentem-se aos cursos, estas áreas foram escolhidas inicialmente e podem ser estendidas, pois tratam-se de conhecimentos base para o desenvolvimento de uma gama de iniciativas, que podem vir a tornar-se uma profissão, um empreendimento, um despertar para um segmento ainda não conhecido ou, simplesmente, um conhecimento que não faz parte de seu cotidiano e não teriam acesso normalmente”, completou o vereador.