DESCRIÇÃO: Corrida beneficente Vai Totó.

Canicross promove saúde de cães e humanos

Para promover a qualidade de vida animal e o bem-estar humano, em 8 de abril, foi fundada, em Porto Alegre, por um grupo de amantes de esportes e animais, a Associação Gaúcha de Canicross (AGCani).

Mauricio Pinzkoski - Arquivo pessoal

 

A ideia é simples: envolver cães e tutores em corridas de aventura ou em treinos e provas no asfalto, o chamado dogrun. Segundo o presidente da entidade, Maurício Pinzkoski, há muitas pessoas correndo com cães, mas poucos tutores se divertindo e correndo com seus cães. “Estamos convictos de que o canicross promove mudanças incríveis na vida das pessoas e também atua na proteção animal, já que a prática do esporte reduz a ansiedade e, assim, o cão destrói menos”, destaca Mauricio Pinzkoski, que também é promotor da Corrida e Caminhada Beneficente Vai Toto.

 

 

Todos os cães podem participar

 

Para quem pensa que precisa de um cão atlético, a veterinária Thais Vieira lembra que em 2016 um cão de rua participou da maior ultramaratona de praias em Rio Grande, concluindo 230 km. “Todo cão pode correr, mas para isso tem que começar aos poucos”, relata a veterinária, também integrante da Cusco Equipe de Canicross.

A AGCani, em parceria com a Cusco, promove Treinos Abertos de Canicross #TAC, na Redenção e no Parque Germânia. Mais detalhes no WhatsApp 999.4111.44.