Hoje tem carnaval?

 

Cleiton Freitas
vereador de Porto Alegre e delegado de Polícia

 

Mais um ano letivo inicia. Século XXI. Tecnologia virtual e cibernética evoluindo minuto a minuto. Mas, nas escolas, para quem conseguiu estar em uma, continuam o quadro negro, uma sala com computadores que ninguém sabe como dar conta e usar e professores desestimulados.

Também temos conteúdos isolados das realidades que retornam muitas vezes para encontrar amigos e namorados, nunca a informação. Desde muito pequenos já reclamam quando acabam as férias. Tudo bem que férias é um período muito bom, onde saímos da rotina e fazemos o que nos dá prazer ou não fazemos nada, que também dá prazer, porém, estar junto com colegas e com informações, atualizações e recursos disponíveis para ampliarmos nossos horizontes também deveria despertar interesse, curiosidade, vontade. Mas, não. Por quê? Penso que nossa educação parou no tempo.

Um médico que para de atuar por pouquíssimo tempo não conseguirá retornar sem uma boa reciclagem e atualização. Um professor pode se congelar muitos anos e quando voltar continuará do mesmo lugar, fazendo o mesmo que fazia, lidando com crianças, jovens ou adolescentes, como aprendeu quando criança no convívio em casa, e usando os mesmos recursos e estratégias.

Uma proposta de nova base curricular nacional está sendo construída com participação de toda a sociedade, fato que aponta evolução. Leis e boas propostas se acumulam nas secretarias de educação de todo o país, mas, dentro da sala de aula, tudo permanece como antigamente.

Precisamos abrir as portas das escolas. Sair para as ruas. Impregnar de realidade o mundo da teoria. Precisamos de mais educadores escutando as experiências de vida dos alunos e aproximando o conteúdo da vida deles, diretamente onde os afeta e, a partir daí, evoluir para alguma abstração, fazendo com que cada um aplique na sua vida, na sua comunidade, no seu entorno e consigam fazer diferença na vida da sua sociedade, mesmo que restrita.

Precisamos de uma educação engajada, comprometida com a atualidade e com o futuro. Educação é base de toda sociedade. Precisamos evoluir muito. Salário digno para quem é mestre de todos. Mestres da sociedade.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.